DL58/2016 e iscas

O atendimento prioritário é uma coisa incrivelmente simples e fantástica. Mas, nota-se que vem em socorro, por ausência de bom-senso. 
Um destes dias fui com a Sofia e o Lupi à Caixa Geral de Depósitos, em Leiria, junto à fonte luminosa, para tentar entregar um papel de um seguro que faltava, e, no momento em que escrevo, continua a faltar, ao processo da compra de casa da minha mãe. Existe um balcão perto da entrada, onde uma senhora intermitentemente simpática resolve alguns assuntos e/ou entrega senhas para o balcão apropriado ao problema em questão. Quando chegámos, a senhora estava a explicar a uma pessoa de idade, num tom tristemente pedante com uma mescla de arrogância, que não lhe podia dar uma nova caderneta uma vez que a dela – da senhora de idade – ainda não estava totalmente preenchida – apesar de descordar que a idade é um posto, fico sempre triste e enervado quando vejo pessoas, especialmente de idade a serem tratadas daquela forma – realmente, há défice de delicadeza e bons modos, incluindo no meu caso. Depois da senhora de idade ter sido atendida, fomos nós. A senhora foi cordial e correta connosco, mas explicou que teríamos que ir a um balcão de Crédito e deu-nos a senha c10. Acrescentou que se estivesse a demorar para voltarmos lá, que, nesse caso ia falar com a colega, ao que retorqui que queria usufruir da prioridade. Respondeu-nos que sim. E não se mexeu! 

Passado um bocado relativamente grande, com várias conversas já costumeiras sobre o cão – começo-me a chatear, muito, com os ignorantes que, sem mais, se põe a chamar-me o cão – qualquer dia, não morde o cão, mas mordo eu! – a Sofia levantou-se para ir falar com alguém, e voltou, chamando-me, dizendo que uma senhora ia ajudar. Aparentemente, era o balcão caixa, e não crédito. A senhora estava a fazer uma gentileza, foi bastante simpática e acabou por dizer que o papel não estava correto, que teria que ser de outra forma, mas que quem nos poderia esclarecer era no balcão certo, o do crédito. Retorquimos que era a esse que tínhamos tentado ir, mas a questão da prioridade não tinha funcionado. A senhora disse-nos que não era fácil, porque estávamos a tratar de um assunto de uma pessoa que não estava presente, estava um deficiente presente, mas quem estava a falar era uma terceira pessoa que nem sequer é deficiente – a Sofia, que disse, se for preciso calo-me e fala o meu marido. Eu não entendi o que se estava ali a passar, e acabei por perguntar então como deveríamos fazer. A senhora explicou que deveríamos falar com a outra colega, do primeiro balcão, à entrada onde dão senhas. 

Retorqui que tinha sido exatamente o que tínhamos feito, mas que não tinha resultado. A senhora prosseguiu com a mesma explicação, ao que retorqui, uma vez mais, que não tinha funcionado. A senhora, voltou a insistir na mesma explicação, agradecemos e fomos embora. Só quando saímos e a Sofia me chamou à atenção para o que se tinha passado, é que tomei consciência. A segunda senhora, de uma forma mais-ou-menos velada, tinha posto em causa a lei da prioridade, e tinha-nos tentado dar uma ensinadela, valendo-se de bons modos. 

Quase tive vontade de voltar a trás. Aparentemente, a senhora, achou, de alguma maneira, que a simpatia dá capital para se poder gastar em pedantismo. Que não concorde, ou não perceba, tudo bem. Pedantismo, sobre um direito consagrado na lei, parece-me um abuso. Ainda para mais, numa relação comercial. 

Pessoas simpáticas desta vida, simpatia não colhe capital. Talvez um pastor vos diga que sim, e que ajuda a ir parar ao Paraíso, mas, essa abstração não funciona nos meus lados. Simpatia é algo inerente , não é extra, e faz parte dos mínimos, pelo menos assim me parece. E, se por ventura tiverem dúvidas quando virem um deficiente a fazer algo que, para uma pessoa normal, seria uma vantagem ou um luxo, pensem antes de se encarniçar.

Anúncios

Comente aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s